Dez Formas de Fazer um Coração de Derreter

Autor: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 352
Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

Apesar de Isabel ser filha de um conde, ela aprendeu desde cedo a ser independente, afinal se filha do Conde Perdulário lhe ensinou algumas coisas.

Como um bom apostador, o conde já perdeu bens, riquezas, o pouco de dignidade que tinha e até o respeito de sua filha, principalmente depois de perder todo o dinheiro que deveria ser usado para prover o sustento de seu lar.

Justamente por isso, á alguns anos atrás, Isabel começou a abrigar mulheres que precisavam de ajuda. Mulheres que sofreram abusos dos maridos, que foram abandonadas pelos pais quando engravidaram ou que simplesmente foram renegadas pela sociedade. Isso porque Isabel está determinada a lutar contra os patrões sociais que permitem que os homens façam o que lhes vem a mente, sem medir consequências.

Juntas, todas dividem funções na casa e levam uma vida bem simples, no entanto o dinheiro está cada vez menor, e com a intensão de manter a casa e o sustento de todos, Isabel terá que tomar uma decisão drástica e vender sua preciosa coleção de estátuas gregas.

Para que tudo aconteça o mais rápido possível, Isabel pede ajuda ao melhor avaliador de peças histórias, Lorde Nicholas, que também é um dos solteiros mais cobiçados de Londres.

Depois de ter seu nome listado como um dos melhores partidos de Londres, e sendo seguido por todos os lados pelas mães casamenteiras, Lorde Nicholas logo aceita o desafio de ficar no interior e ajudar Isabel a avaliar e vender sua coleção.

No entanto cada dia passado ao lado de Isabel, ele vai descobrindo um segredo dela, e quando percebe já está tomando pra si a tarefa de provar que nem todos os homens são ruins e irresponsáveis, assim conquistando sua confiança e no fim, quem sabe, o seu coração também.

Apesar do foco no romance, o que mais chama a atenção nesse livro é a força de vontade que Isabel tem de manter a casa de Minerva, e mesmo nas dificuldades, ajudar tantas mulheres, que já naquela época sofriam tanto com a desigualdade.

Mas apesar da mensagem sobre a força das mulheres, o romance, uma marca registrada em romances históricos, também foi gostoso de ler.

Apesar do clichê, é totalmente viciante ver o envolvimento de Isabel e Nicholas, e a forma como os dois cuidam um do outro mesmo sem ter a intenção.

Eu estou adorando ler essa coleção e não vejo a hora de poder ler as continuações.
assinatura-viviane

Nenhum comentário:

Postar um comentário