Garota Replay


Olá Devoradores! (sempre quis dizer isso ^^)
Eu sei que nunca escrevo antes da apresentação de um livro nas minhas resenhas, mas hoje achei necessário. Pois bem, o motivo é que eu gostei tanto desse livro que para escrever de forma que faça jus a ele, vou precisar fazer alguns spoilers, e vai acabar sendo um pouco mais longa que as outras, e precisava avisar antes de começarem a ler.
Pronto avisei, então vamos parar a enrolação e vamos para a resenha ^^.

Autora: Tammy Luciano
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 144
Thizi é uma garota do bem, apaixonada pela vida. Mas, após uma madrugada trágica, sente que tudo à sua volta desmorona. Descobre que Tadeu, seu namorado, beijou uma garota em uma noitada e quebrou o nariz de Tito, melhor amigo de Thizi, quando soube que ele fotografou a prova da traição. Na mesma noite, Tadeu dirigiu bêbado e causou um grave acidente, que deixou o amigo Gabiru em coma. Em meio a tanta decepção, Thizi encontra uma Replay de si mesma, uma igual. Agora, não mais a única do planeta, ela se sente a pessoa mais solitária do mundo e precisa entender que só o amor tem o poder de provocar as melhores mudanças. Garota Replay trará reflexões para desvendar os segredos da vida de Thizi. E da sua também...

Thizi é uma garota solitária, mora com a empregada, Nill, em um apartamento de frente para o mar, mas você deve estar se perguntando dos pais dela, pois bem, eles estão viajando pelo mundo e só voltarão para casa na época do Natal. Mas apesar disso, ela é uma garota de ouro, não fala mal de ninguém ou quase, respeita todos, pena que alguns não fazem o mesmo.
Depois do escândalo que foi causado pelo o seu futuro ex-namorado, Tadeu, na boate onde foi flagrado beijando outra garota e, fotografado para ter uma prova concreta de sua infidelidade pelo melhor amigo de Thizi, Tito, Tadeu perde a cabeça e dá um soco bem dado no rosto de Tito, ao ponto de deslocar seu nariz. E como se não bastasse isso, ainda detonou o carro em um acidente onde o seu amigo, Garibu, acabou em estado grave no hospital.
Com toda essa confusão, a única coisa que Thizi queria era encontrar o melhor amigo, mas tinha vergonha de ligar e também não ia adiantar muita coisa já que ele estava tão chateado ao ponto de pedir um tempo na amizade. Então um dia ela resolve sair sozinha no seu carro novo, presente de seus pais ausentes, e tenta curtir um pouco a sua quase solteirice.
Naquele momento, eu era uma garota quase solteira. O quase é fundamental para explicar o estado civil.
Nessa saída ela acaba em uma boate. Durante o tempo em que ela fica lá pensando na vida, eis que surge o primeiro grande acontecimento do livro, ela encontra com ela mesma, isso mesmo uma replay dela.
Não consegui decifrar aquela imagem e o meu cérebro nunca tinha visto nada igual. Indecifrável. Muita calma nessa hora, ou muita hora nessa calma. Cheguei a limpar os olhos com a mão, como as pessoas fazem nos filmes. Estaria eu ficando maluca?
Depois disso as coisa são desandaram... em partes ^^.
No dia seguinte que Thizi foi ao hospital terminar o namoro com Tadeu, ela reencontra com a sua replay em um apartamento e algumas coisas são esclarecidas. Quais? Bom uma das, foi que essa replay nada mais era que ela mesma dali a três anos, e que de alguma forma tudo o que ela estava passando trouxe a outra para o seu tempo, sua realidade. Eu sei confuso, mas muito legal ^_^. A maior surpresa de Thizi foi descobrir que dali a três anos ela estaria casada com ninguém menos que o seu melhor amigo Tito.
Não preciso nem dizer que com essa descoberta, alguns sentimentos mudaram, ou melhor, algumas certezas vieram à tona.
Mostrava meu sentimentos secretos sem jamais ser questionada ou censurada. Além de tudo isso, sempre achei Tito lindo, com sorriso de dentes muito brancos, cabelos soltos perfeitamente alinhados, um delicioso e inesquecível cheiro. [...] Tinha também a pele branquinha, o cabelo escuro, queixo anguloso e um olhar que eu amava ver e rever.
Quando tudo no fim parecia estar voltando aos trilhos, acontece mais uma tragédia, e tudo volta a ficar confuso. Mas quase no final do livro acontecimentos me deixaram tipo "Meu Deus não é possível?! Eu não acredito nisso!" Mas não vou contar o que é, porque já falei de mais...então se você quiser saber terá que ler o livro rsrs.
O livro é super-rápido e fácil de ser lido, super-recomendo, até porque teve momentos que me identificava com a Thizi, principalmente nas hora de confusão ^^.
Espero que tenham gostado e até a próxima.

Um comentário:

  1. Obrigada pela resenha fofa, seu Blog é lindo e desejo ainda mais sucessoooooo!!!
    Bjinhos. Tammy
    www.tammyluciano.com.br
    @tammyluciano

    ResponderExcluir